Arquivo da tag: sapo

O Lord quase inglês

Era uma vez, numa papelaria que não existe mais, tres funcionárias. Na verdade, duas funcionárias mais a dona que adorava ficar trabalhando também. Eu.

Durante um certo verão, apareceu um homem prá comprar jornal. Mas o homem era algo assim, uma mistura de Richard Gere com o cara do Indiana Jones e com os olhos do Brad Pitt, sabem como é? A voz era uma mistura perfeita de Cid Moreira, William Bonner, Andréa Bocelli e Luciano Pavarotti. Nossos maridos que nos perdoassem, mas o homem era muito bonito, mesmo.

Ele chegava ora num carro importado, ora de bicicleta. Sempre bem vestido e perfumado. Nos falava bom dia, e o nome do jornal. Só isso, Somente isso.

Depois de um mes, ele já sorria. Atendê-lo era por escala. Cada uma num dia. (risos). E o tempo foi passando. E aquele a quem chamávamos de O Lord inglês, foi se abrindo um pouco mais. Além do bom dia, nome do jornal e o sorriso, ele já nos perguntava como estávamos. Ohhhh

Mas eis que um dia…

O Lord chegou, perguntou se conseguiríamos prá ele o telefone para atendimento de assinante de um determinado jornal. Naturalmente que fomos pesquisar, achamos e o demos a ele.

Aí deu-se a decepção. O Lord começou a falar palavrões. Mas aqueles palavrões impublicáveis. Sabem, né? E reclamando que o jornal que ele assinava não estava sendo entregue, que o jornal ia ver só, e trololó e tralalá, e dá-lhe palavrões…

Ai céus. Lá se foi o Lord quase inglês.

Conhecemos o sapo brasileiro. Daquele bem cururu, sabem qual é? Aquele bem feio, das histórias infantis.

E naquele dia, precisamos nos reunir prá confirmar a escala de atendimento, porque a partir daquele dia, quando o sapo aparecesse na porta, iria ser uma corrida só prá fugir de atende-lo.

Nosso Lord quase inglês tinha virado um sapo cururu…