Arquivo da tag: blog

Eu? Pré julgando? Eu?

Pessoas queridas.

No sábado passado, dia 25, houve em Balneário Camboriu um encontro de blogueiras. (pessoas que mantém um blog, como este aqui)

Passamos uma tarde linda, muita conversa, conhecimentos trocados, sorteios, brindes, um coquetelzinho, enfim, tudo muito legal.

Porém, e sempre há um porém, ao chegar em casa, uma coisa chamou-me a atenção.  Conversando com minha filha mais velha, que também foi ao encontro, começamos a falar sobre as pessoas que lá se encontravam. E neste conversar, fui percebendo que, sem mais nem menos, sem razão alguma, eu havia feito pré julgamentos de algumas pessoas. E pior, percebi que estes pré julgamentos quase descambavam prá um preconceito. Meu Deus. Justo eu, que sempre fui contra toda e qualquer forma de preconceito com as pessoas, percebi que simplesmente eu aliviava o que sentia ao ver algumas pessoas.

Porque eu via quase todas aquelas que estavam super maquiadas, super bem vestidas, super lindas de uma forma quase caricata. Como se elas fossem aquelas burrinhas que se vê em filmes, sabem?

Não tenho motivo algum prá invejá-las. Poderia andar super maquiada, super bem vestida, ser um pouquinho mais bonita. Mas não sou assim. Sou, hoje, mais voltada pro ‘visto o que me dá na telha na hora’ do que pela moda ou outra coisa qualquer. Mas daí eu julgar as outras pessoas pelo que eu penso e quero prá mim não é certo.

Conheci duas meninas, e não vou citar-lhes os nomes pois me envergonharia quando as encontrasse de novo, que quando as olhei imaginei que, ao abrir a boca, delas só ouviria sandices ou inutulidades e futilidades. No entanto, as meninas demonstraram um conhecimento tão grande dos assuntos que fiquei boquiaberta.

Pré julguei, e quase perdi a possibilidade de conhecer as pessoas maravilhosas que conheci.

Peço perdão a elas, mesmo que elas não saibam quem são. Mas eu sei.

E a partir de sábado, tomo muito mais cuidado com meus pré julgamentos.

Foi um baque grande. Mas que serviu prá que eu me conhecesse melhor. E percebesse o grande erro que cometia. Mesmo que sem perceber.

Bom que tudo aconteceu agora. Porque antes tarde do que nunca, não é?

É assim…

Comecei a escrever neste blog há bastante tempo. Mas nunca havia me preocupado muito em divulgá-lo, porque pensava, como objetivo, que ele serviria tão somente prá que um dia meus filhos, ou pessoas que tivessem passado pela minha vida, pudessem ter uma melhor idéia do que eu sou ou penso.

Mas há poucos dias, algo estalou na minha cabeça.

assim se deu o estalo. ou quase.

Percebi que estava sendo extremamente egoísta em não divulgar meus escritos. E explico.

Eu leio muitos blogs, muitos mesmo. E um aparte: somente agora também percebi a importância que tem para alguém que escreve, saber que outros o leem. Por isto tenho me cadastrado nos blogs que ando lendo. Mas voltando. De muitos destes blogs que leio, sempre tiro alguma coisa para a minha vida. São informações, conhecimento, palavras que já me ajudaram muito.

Então, por que eu não deveria fazer o mesmo? Pois, de repente, uma palavra minha poderia ser importante para alguém. Um pensamento poderia desencadear uma atitude que poderia dar um novo impulso à vida de alguém. Não é prepotência ou altivez de minha parte. É a simples constatação de que se tantos me ajudaram, por que eu não poderia também ajudar alguém?

E daí que decidi abrir a guarda.

Mudamos o aspecto do blog, ele ficou levinho e clarinho. Do jeitinho que eu sempre pensei.

Colocamos a possibilidade de as pessoas se cadastrarem para me seguir e receber mensagem avisando de novo post.

Este estalo foi incrível. E eis-me aqui, colocando-me à disposição de todos.

Terei um imenso prazer em receber seus recados, e sempre que possível, irei respondê-los.

Obrigada por me lerem…

Twittando

Já falei no meu outro blog, sobre o twitter. Ou melhor, sobre a possibilidade que o twitter nos dá de acompanhar algumas coisas interessantes que estão acontecendo.

As informações são curtas, rápidas, no momento.

Tô gostando. Já sigo algumas pessoas (é assim que falam), algumas já deixei de seguir (ou eram muito repetitivas ou muito chatas, mesmo). Vez por outra adiciono mais alguém.

Prá quem gosta de notícias rápidas, tipo manchetes apenas, é ótimo.

Recomendo prá quem não é muito chegado a ler textos muito longos. Há um numero máximo de caracteres, o que torna a coisa mais ágil.

Procurem conhecer. Vocês podem começar seguindo alguém que conheçam e que já esteja no twitter. Peçam as informações a quem conhecem.

Eu recomendo.