Por favor, parem com tanto inglês.

Adoro internet.

Infelizmente demorei muito a me entender com ela. Eu sempre morri de medo de fazer besteira. Continuo com medo, aliás, mas pelo menos agora, com o meu próprio computador, fica mais fácil. Se eu errar, não tem zebra. Se eu fizer uma caquinha muito grande e der pau, tudo bem. Não estarei detonando o trabalho de ninguém.

E o medo faz coisa, muito mais do que a gente pensa.

Por exemplo.

Meu inglês é o de escola. Meio mequetrefe. Aliás, bem mequetrefe.

Não que meus professores não se esforçassem em nos ensinar direito. Eu, particularmente, tive excelentes professores. Mas nunca gostei muito de inglês. Sempre preferi o francês. (acho o som desta língua muito mais bonito). E além disso, naquela época, (meu tempo, lembram?), cursos de inglês eram muito caros. Eram coisa prá elite, mesmo. E hoje, mesmo com os cursos bem mais acessíveis, os filhos tem preferencia no aprendizado.

E a consequência é desastrosa.

As instruções na internet são, senão todas, a grande maioria em inglês. Sites legais que nos são indicados são, em que lingua?, inglês. E o pior. Muito pior. No twitter, que eu adoro, muita gente fica colocando minimensagens como? EM INGLÊS.

Pessoinhas, parem com isto. Ou pelo menos, diminuam um pouco tanto inglês. Mesmo com um dicionário do lado, não dá. É muita coisa.

Tem gente que eu sigo no twitter, que eu adoro. Mas estou pensando em desistir. É uma frase em português, outra em inglês. Uma em português, duas em inglês. Mas eu estou no Brasil, bem ou mal. Bom ou mau que ele seja.

Por favor, me ajudem.

Ajudem esta semi idosa a entender melhor o que lê.

Ou tenta ler.

Me ajudem a não ficar boiando, e me sentindo vocês sabem o que…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *