O corte de cabelo

Tenho uma vizinha muito legal que resolveu cortar os cabelos. Ela é noveleira de carteirinha, e não deu outra. Escolheu o corte de uma atriz muito conhecida. Dizem que é o corte que está bombando nos salões, agora.

O cabelo da minha amiga é fininho, e ficou muito legal. Mas durou os dias que se esperava. Foi lavar, e pronto. Não deu mais prá arrumar sózinha. Voltou a ficar caidinho como era antes, somente mais curtinho. Ela continua bonita, charmosa. Mas o corte parece que sumiu. E esta situação é uma daquelas em que a gente se mete quando não pensa bem.

O corte a que me refiro é muito legal. A personagem aparece invariavelmente com o cabelo milimétricamente desarrumado. Bagunçadinho na medida. Nem um fiozinho sequer fora do lugar. E aí, a gente cai em tentação, por parecer fácil de conservar, e se dá mal.

Porque para a novela, a atriz já entra preparada. É um batalhão de profissionais no preparo. Diferentemente da gente. Não dá tempo de muito preparo. De muita arrumação.

Também estou precisando cortar meus cabelos. Mas não sei como fazer. Sempre usei um corte bem curto. Mas bem curto mesmo, que nunca me deu trabalho.

Mas agora queria deixá-los ficar um pouquinho mais compridos. Mas tá duro de manter. Se sair com eles molhados, é gripe na certa. Prá secar não dá tempo. Mantê-los presos, então deixar crescer prá quê?

Gente, quanta dúvida. E tudo por causa de um cabelinho ralinho, fininho, quase todo branco.

Credo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *