Meu quintal

Perdoem-me, mas foi impossível escapar deste assunto no bloguinho.

Preciso falar do meu quintal.

Hoje o dia amanheceu lindo, e continua maravilhoso.

É começo de tarde. Estou aguardando uma encomenda do correio. Estou, enfim, de plantão.

Mas estou esperando, e também escrevendo, numa sacada de frente pro mar.

Um mar lindo, neste exato momento, de um verde clarinho, com algumas faixas azul forte. Está lindíssimo.

Realmente,é um privilégio poder estar onde estou neste momento. Ou pelo menos estar na situação em que estou.

Amo este barulho das ondas quebrando na areia. Que, aliás, mesmo com as fortes chuvas está limpinha.

E o cheiro do mar. Insuperável. É uma brisa gostosa, embora, neste momento, um pouco morna além da conta. Mas é só passar um tempinho que este ventinho passa a ser bem fresquinho.

Vou ficar mais um pouco por aqui, na sombra, é claro, senão vou turricar mais que camarão na brasa. E como tenho evitado um pouco o sol (coisas da idade, lembram?) ainda estou com aquela maravilhosa cor de vela.

Vou continuar olhando a praia.

Bom que, apesar de todos os problemas que tivemos aqui em santa Catarina, as pessoas parece que estão entendendo que estamos conseguindo nos recuperar. E que, em verdade, os problemas foram bem localizados.

E este nosso litoral maravilhoso já está a postos novamente.

Lindíssimo.

E esperando vocês de braços abertos.

2 comentários sobre “Meu quintal

  1. Menino, e não é que nesse dia colocamos a pelanquinha no fogo? Aliás, nós e o resto do mundo, que veio todinho prá esta cidade.Não havia uma sacada que não estivesse com aquela fumaceira típica de chaminé de churrasqueira entupida pelo pouco uso. eheheh.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *