Gente criativa

Desde sempre, sou apaixonada por pessoas criativas. E não estou aqui me referindo somente a publicitários e gente de marketing. Eu me refiro àqueles simples mortais como eu que fazem as coisas se tornarem conhecidas, muitas das vezes sem ao menos saber que estão fazendo um grande favor ao público.

Mas é muito, muito bom quando, de alguma forma, a criatividade destas pessoas é reconhecida, podendo muitas vezes vir a se tornar um sucesso.

Estou muito feliz hoje. Como fiquei alguns dias atrás, e muitas outras vezes, na verdade, por outros acontecimentos do gênero.

Mas os mais recentes e que me motivaram a escrever este singelo (credo) post, é que, nem bem me refiz da alegria de ver minha filha ter uma frase escolhida num concurso nacional e ganhar um maravilhoso estojo com vários produtos de uma grife chique de beleza, vem agora meu genro e avisa que ganhou um notebook, e não qualquer note, um possante. Destes de última geração. Não um caquinho como o meu, por exemplo.

Isto é criatividade sendo reconhecida.

Aliás, se as pessoas não fossem muitas vezes tão invejosas, e reconhecessem o valor das idéias dos outros, se se desligassem deste sentimento mesquinho, com certeza o mundo já estaria utilizando muitos equipamentos e produtos bem interessantes.

Por exemplo, eu citaria estes cientistas que vivem na busca de novos remédios e componentes para melhorar a saúde das pessoas. Quando, muitas vezes um descobre alguma coisa, vem outro, e na maioria das vezes de um país pretensamente mais desenvolvido, e começa a botar defeito no que o primeiro descobriu e desenvolveu. Ajuda, cara, ajuda a desenvolver. Não inveja, não.

Mas hoje é sem bronca.

Hoje é prá comemorar a vitória do Daniel, assim como a da Renata, embora ela tenha sido um pouquinho mais de tempo atrás.

Parabéns aos dois.

E vão em frente, que muitos concursos ainda hão de vir por aí.

Mas vê se deixam alguma coisinha prá mim, ok?

2 pensou em “Gente criativa

  1. Olha, ganhamos post especial aqui e eu nem tinha visto! A correria anda tão granda aqui, dona Bete, que mal consigo dar conta de ler os blogues que gosto. A sra. deve entender o motivo…

    Enfim, muito obrigado pelo carinho, pelas palavras e pelos elogios. Eu mal sei como agradecer!

    Um beijo grandão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *