Fazer 50 é concluir um curso técnico

Hoje, pensando, só prá variar, me toquei prá uma coisa.

Ao fazer 50 anos, a gente meio que conclui o curso técnico da vida.

Senão, vejamos. Ainda nos resta muito tempo de vida (afinal, não estamos chegando à meia idade?), tal qual normalmente acontece quando os jovens terminam um curso técnico. Nós, os cinquentões, temos acumulada uma carga de prática de vida razoavelmente grande. Já passamos por poucas e boas. Quer dizer, praticamos a vida. Tivemos a teoria. A colocamos em prática. Acertamos, erramos, mas fomos em frente. Mas hoje, com a prática, estamos realmente mais acertando que errando. Acho. Eu, pelo menos estou tentando.

Acho que já estou merecendo meu diploma. Curso técnico da vida. Agora tá mais do que na hora de repassar o que aprendi. Dizer que sei bastante seria meio pedante de minha parte, mas que a bagagem é grande, é. E deve servir prá ajudar alguém. Aqui em casa, tenho falado, e me parece que eles tem ouvido.Pelo menos, muitos dos erros que cometi em minha juventude (hehehe) eles não estão cometendo, e deixando de sofrer a toa.

Quero meu diploma. Muito lindo, cheio de coraçõezinhos, florzinhas, arco íris, e todos os tric trics a que tenho direito. Assinado pelo senhor presidente da escola da vida, meu Senhor, Deus; também contendo a assinatura de meus pais, que me repassaram os ensinamentos que sabiam, e que eu muitas vezes ignorei; a assinatura da minha família reconhecendo que fiz o que aprendi, e a minha própria, me comprometendo a continuar aprendendo e a não achar que já sei tudo.

Parabéns prá mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *